Lutas sociais em um mundo de selfies

Uma semana depois do brutal assassinato de George Floyd, manifestações cada vez maiores eclodem nos EUA, incendiando (literalmente) um país que mascara em diversas camadas suas profundas desigualdades. Se décadas atrás a imagem vendida pelo imperialismo estadunidense era o conhecido “sonho americano”, hoje a face supremacista que se esconde por debaixo desse sonho é exposta e posta em chamas pelas ruas do país. Evidentemente que mobilizações como estas no centro do capital global influenciam todo o mundo e, dias após os inícios dos protestos na terra do genocida Sam, atos começam a surgir em países europeus e na periferia do capitalismo, como é o caso do Brasil. Leia mais

E conhecereis a [pós]verdade, e a [pós]verdade vos libertará. JOÃO 8:32

“Quebrado o atual ciclo, com o Brasil livre do crime, da corrupção e de ideologias perversas, haverá estabilidade, riqueza e oportunidades para todos tentarem buscar a felicidade da forma que acharem melhor.”

De onde seria essa frase? Buscar a felicidade, quebrando o atual ciclo (qual?), ideologias perversas. Não dizendo a fonte dessa citação e somando o título do presente texto, num primeiro momento podemos até pensar que ela foi dita em algum púpito neopentecostal, com suas costumeiras pregações sobre a prosperidade, sobre a prometida felicidade eterna que encontraremos no além se seguirmos exatamente as ordes de Deus, afinal, é Deus acima de todos. Leia mais