Depoimento 2

Fala, mestre! Minha pequena contribuição ao portal: Falta de recursos para pesquisa brasileira. Disseminação de desinformação. Recomendação governamental por tratamentos ineficazes. Eficácia e efetividade de vacinas. Diplomacia das vacinas. Autonomia na produção de vacinas. Produção dos IFAs. Quebra de patentes de vacinas. Ação individual ou ação coletiva. Liberdade, responsabilidade e… Leia mais

Por uma Racionalidade Libertária

Nós, do PAC, estamos há mais de dois anos nos esforçando para promover um debate entre ciências, tecnologias e sociedade a partir de um olhar libertário e crítico. Temos essa preocupação porque, primeiro, entendemos que essas temáticas são fundamentais para se compreender a sociedade contemporânea; segundo, porque buscamos nos somar àqueles e àquelas que, não caindo no negacionismo terraplanista, tampouco endeusam /a ciência/, essa entidade que, para alguns, é isenta, neutra, infalível. Leia mais

Em tempos de pandemia, lugar de criança é na escola?

Como professora de Educação Infantil da rede municipal do Rio, me preocupa o discurso e a pressão pelo retorno das aulas presenciais nas instituições de ensino, especificamente na Educação Infantil por se tratar de crianças tão pequenas. Entidades ligadas a esse segmento vieram a público recentemente expressar seus argumentos pela reabertura das unidades escolares. No dia 11 de setembro, no jornal Bom dia Rio da TV Globo, em matéria sobre a decisão da Justiça do Trabalho (TRT) que suspendeu a volta às aulas presenciais na rede particular do estado, a presidente da Associação Brasileira de Educação Infantil (Asbrei) fez uma fala que mostrou desconhecimento sobre a rotina, os princípios de trabalho na Educação Infantil e o impacto que esse retorno precoce pode causar. Em sua fala, o argumento utilizado para defender esse retorno é que “a recomendação da ciência para que haja uma proteção a todos aqueles que vão lidar com as crianças vão ser seguidas.” E as crianças? Como será para elas retornar às escolas nesse momento tendo que seguir tantas regras e restrições? Leia mais

A traição da colonialidade: uma perspectiva desde-colonial dos corpos caídos e mortos

Aqui, com o intuito de especificar a existência dessas personagens, mais uma vez quero fazer uso da metáfora do ready-made, no sentido amplo daquilo que (a) está feito e é ressignificado/desnaturalizado/desnormativizado e (b) da rememoração factual do banal olvidável, para pensar nos corpos caídos, as primeiras personagens, como aqueles pelos quais se luta, e nos corpos mortos, as segundas personagens, como aqueles que ao lutar aceitam morrer ou matar algo em si por suas causas. Leia mais

Democracia, educação e escola – desafios para driblar o senso comum e uma reflexão para a transformação concreta

Há mais de um século a educação é construída de forma institucional pelo estado brasileiro a partir da lógica republicana e nas últimas décadas tem ocorrido um esforço para a universalização do ensino público no país. Leia mais

Sobre a espiritualidade neoliberal

Já faz algum tempo que penso em escrever sobre esse tema, mas venho adiando por diversas razões. Agora, aproveito a deixa do dia internacional da yoga, que foi recentemente, em 21/07, quando diversas pessoas, simpatizantes ou praticantes de yoga, compartilharam em suas redes fotos de si mesmos fazendo asanas (posturas de yoga) e usando a hashtag #internationalyogaday (dia internacional da yoga). Leia mais

Educação Infantil e pandemia: algumas reflexões

Esse texto foi escrito por Aline Ricci. Atualmente estamos passando pela maior crise humanitária da nossa geração. Começar o texto com essa frase me causa um grande impacto, pois, no final de dezembro de 2019, quando comecei a ter acesso a notícias sobre o coronavírus, não imaginei que a situação… Leia mais